Tribunal Marítimo entrega Prêmio “SALVAGUARDA DA VIDA HUMANA NO MAR”. A ribeirinho em Penedo (AL)

Coluna Luís Celso Borges - "Navegando no Social"

No dia 22 de abril, em cerimônia presidida pelo Comandante do 3º Distrito Naval, Vice-Almirante André Moraes Ferreira, realizada na Praça “Marinha do Brasil”, anexa à Agência Fluvial de Penedo, localizada na histórica cidade de Penedo, Alagoas, o Juiz-Presidente do Tribunal Marítimo (TM), Vice-Almirante (RM1) Wilson Pereira de Lima Filho, realizou a entrega do Prêmio “Salvaguarda da Vida Humana no Mar”, oferecido pelo TM. O evento contou com a presença do Capitão dos Portos de Alagoas, do Agente Fluvial de Penedo e de integrantes da comunidade marítima do Baixo São Francisco, além de outras autoridades civis e militares da região.

O Prêmio foi entregue ao Sr. José Abenildo dos Santos, lavrador, morador às margens do rio São Francisco, em reconhecimento a seu ato extraordinário, no dia 15 de maio de 2016, ao empreender uma singradura para o salvamento de quatro náufragos de uma canoa de madeira que emborcou nas águas do rio, nas proximidades do município de Porto da Folha, Sergipe.

O Sr. José Abenildo é o primeiro cidadão alagoano agraciado pela concessão desse Prêmio, que foi aprovado, por unanimidade, em Sessão Plenária realizada na “Corte Marítima” no dia 8 de junho de 2020 e visa agraciar àqueles que tenham praticado atos extraordinários que resultam no salvamento de vidas humanas em Acidentes ou Fatos da Navegação. “Espera-se que sua atitude, digna de “homens do mar”, seja um exemplo a ser seguido por cidadãos brasileiros que venham a se deparar com a possibilidade de salvar vidas em perigo no meio aquaviário”, destacou o Vice-Almirante Lima Filho.

MEDALHA

Efusivas felicitações ao destacado irmão Carlos Nascimento, Vice-Presidente da SOAMEX, (Sociedade dos Amigos do Exército) que foi agraciado com a “Medalha Exército Brasileiro” como relevante homenagem pelas assinaladas contribuições prestadas à Força Terrestre. Forte abraço verde-oliva. Selva de Parabéns!

CASAIS E PESSOAS EM EVIDÊNCIAS

Cleyce e Osvaldo Pinto

Fernanda e José Rebello III

Milva e seu sobrinho Matheus Rebello

Adriana e Alexandre Santiago

Vice-Almirante Edga Barbosa (Com. 4°DN), Rodolfo Nóbrega (Femapa) e Haroldo Chagas (Sinconmampa)

Rui Brandão (Gerente Geral Ocrim) e CMG André Vieira (CPAOR)

QUADRO TÉCNICO

Em breve teremos o edital do Concurso Público de admissão ao Quadro Técnico.

Os principais pré-requisitos para ingresso são:

– Ambos os sexos;

– Ter menos de 35 anos no dia 30/06/2023

– Ter graduação completa na área a que concorre.

Fique atento para saber quais vagas irão abrir este ano.

http://bit.ly/IngressonaMB

NEWS

Brasil estabelece 23 de abril como o Dia de Conscientização sobre a Fibrodisplasia Ossificante Progressiva. Doença atinge uma a cada 1,4 milhão de pessoas no mundo.

A FOP é uma doença que não tem cura e que leva à formação óssea fora do esqueleto (ossos extra esqueléticos ou heterotópicos) afetando tendões e ligamentos, entre outras partes do corpo, o que limita os movimentos das pessoas. Normalmente, o processo de ossificação é perceptível na primeira infância, até os 5 anos de idade, afetando os movimentos do pescoço, dos ombros e dos membros.

Divórcios no Brasil atingem recorde com 80.573 atos em 2021. Total é 4% maior em relação a 2020.

Foi concretado o último pilar da ponte sobre o Rio Grande/BA, próximo ao município de Caetité, por onde passará a Ferrovia de Integração Oeste Leste. A ferrovia já é o mais importante empreendimento de infraestrutura da Bahia.

As obras de duplicação da BR-116/BA. O segmento contempla parte do lote 6, entre Feira de Santana e Santa Bárbara, com 40,3 km de extensão. Ao todo são seis lotes que somam 420 km da rodovia baiana.

A duplicação da BR-116 em execução vai beneficiar diretamente os moradores de Santa Bárbara, cidade conhecida pela produção de requeijão. A rodovia é fundamental para interiorizar a logística do Brasil. Em especial o Nordeste, onde opera como principal corredor de integração.

Até a 4º semana, comparado a Abril/21, as exportações cresceram 18,7% e somam US$ 21,65 bilhões. As importações cresceram 25,9% e totalizam US$ 14,19 bilhões.

O mercado físico brasileiro de soja registrou preços firmes na segunda-feira (25), de estáveis a mais altos. Apesar da queda da soja na Bolsa de Chicago (CBOT), as cotações se mantiveram sustentadas no país com a alta do dólar.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos avançou de R$ 193 para R$ 197. Na região das Missões, a cotação subiu de R$ 192 para R$ 196. No Porto de Rio Grande, o preço avançou de R$ 197 para R$ 198.

Já em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 187,50 para R$ 188,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca avançou de R$ 194 para R$ 195.

O valor da saca se manteve em R$ 174 em Rondonópolis (MT). Em Dourados (MS), no entanto, a cotação aumentou de R$ 180 para R$ 181. Em Rio Verde (GO), a saca subiu de R$ 170 para R$ 172.

Os frigoríficos ainda desfrutam de uma posição confortável em suas escalas de abate e seguem exercendo pressão sobre os criadores.

Em São Paulo, capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 323 a arroba. Já em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 292.

O valor da arroba em Cuiabá (MT) ficou em R$ 293. Em Uberaba (MG), por sua vez os preços ficaram a R$ 310 por arroba. Em Goiânia (GO) a indicação foi de R$ 300 para a arroba do boi gordo.

A entrega da maior honraria da cadeia da soja está chegando: o Personagem Soja Brasil – Safra 21/22 reconhecerá os vencedores em 5 de maio, às 19h (horário de Brasília), em evento transmitido pela TV, site e redes sociais do Canal Rural.

As importações de milho e soja pelo Brasil estão maiores neste ano. No caso da soja, na parcial de abril, o país adquiriu do mercado externo 60 mil toneladas, ante 40 mil importadas em abril do ano passado. No acumulado deste ano até a terceira semana de abril, as importações chegaram a 210 mil toneladas, contra 250 mil toneladas de janeiro a abril do ano passado.

As importações apresentam bom ritmo, com 450 mil toneladas de janeiro até a terceira semana de abril, contra 750 mil toneladas registradas de janeiro a abril do ano passado. O diretor de conteúdo do Canal Rural acredita que as importações do cereal devem superar as 600 mil toneladas, consolidando as vendas de abril.

Uma abençoada quarta-feira a todos, a coluna volta no domingo

Fonte: (CLCB), (TM) Agência Brasil e Canal Rural

Por (LCN) @luiscelsonews

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios