Soja brasileira segue competitiva no exterior mesmo com recuo do dólar

Segundo analista da Safras & Mercado, os prêmios negativos nos portos tornam a soja brasileira mais vantajosa para os Estados Unidos

As exportações brasileiras de soja deverão totalizar um recorde de 86 milhões de toneladas em 2021, alta de cerca de 3 milhões de toneladas na comparação com 2020, de acordo com a consultoria Safras & Mercado. Em maio, os embarques da oleaginosa atingiram recorde histórico para o mês, com grandes volumes para a China e uma carga incomum para os Estados Unidos

O analista da Safras, Luiz Fernando Guitierrez explica que os prêmios da soja motivaram as compras do grão brasileiro pelos americanos, um fato que pode ser considerado incomum. “Com os Estados Unidos em final de temporada e estoques apertados, os prêmios negativos, pressionados pela entrada da safra brasileira, tornaram a soja nacional competitiva até para os americanos”, explica.

De acordo com ele, esses estoques cada vez mais ajustados ajudam a explicar o recente movimento de alta na Bolsa de Chicago, que está nos melhores níveis desde 2012.

Além dos EUA, a China segue como grande importador da soja brasileira. No acumulado do ano, as exportações brasileiras para o país asiático totalizaram 34 milhões de toneladas, ante 33 milhões em igual período de 2020. “A demanda externa por parte da China é forte mais uma vez. A soja segue competitiva no mercado internacional, apesar da queda recente do dólar”, pondera Gutierrez.

Relatório do USDA vai impactar mercado de soja?

No próximo dia 10, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) irá divulgar o relatório de junho com dados sobre a safra americana. Para o analista da Safras, os dados não devem trazer nenhuma surpresa para o mercado. “Daqui até setembro, o foco do mercado será para o clima da safra americana. O mercado espera por novidades no relatório do dia 30 de junho, que deve trazer os números de área final plantada”.

“Esse relatório é cercado de expectativa, pois o mercado ainda não sabe qual vai ser o real tamanho da área nos EUA. Como o plantio andou muito rápido nesta nova temporada, é possível que a gente seja surpreendido por números maiores”, ressalta o analista.

FONTE: CANAL RURAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios