Oficiais-Generais se reúnem no I COMAR

Coluna Navegação em Foco - Jornal O Liberal

O Comando Aéreo Norte (I
COMAR), em Belém, comandada pelo Major-Brigadeiro
do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, sediou,
nos dias 25 e 26 de agosto, a
Reunião de Oficiais-Generais
da Secretaria de Economia,
Finanças e Administração da
Aeronáutica (SEFA). O encontro contou com a participação de Comandantes e Chefes
de Organizações Militares da
Força Aérea Brasileira (FAB).
O objetivo do evento foi
acompanhar os indicadores,
difundir as diretrizes e ampliar o canal de comunicação
da SEFA com as Unidades Subordinadas, além de debater
a gestão financeira e auxiliar
no processo decisório da Força. A participação das Organizações Militares (OM) também contribuiu para a troca
de experiências e boas práticas entre os participantes.
O Secretário de Economia,
Finanças e Administração
da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar José Augusto
Crepaldi Affonso, repassou
orientações para os Comandantes e Chefes, bem como
tratou sobre o orçamento da
FAB, e comentou ainda das
ações para cumprir o cronograma e metas estipuladas
pela SEFA.

O RIO SOLIMÕES NOS TEMPOS DO
PERUANISMO

De izquierda a derecha: Práticos peruanos, Piloto Fluvial Mozart, Imediato
Palheta, Comandante Itamar Vieira, Chefe de Máquinas Antônio “Cabeludo”,
Segundo Maquinista Orlando, marinheiro Edivaldo e o bombeador Ramiro.

A navegação no Rio Solimões não
era exclusiva de práticos brasileiros.
Profissionais peruanos também atuavam na região. Em 1995, as coisas
mudaram quando a Marinha do Brasil autorizou a criação da Praticagem
dos Rios da Amazônia Ocidental
(PROA). Ainda que nos anos 1980 e
início dos 1990 houvera uma diminuição do número de navios operando na região, o rio recebia intensa
movimentação de embarcações por
causa de empresas regionais e de
longo curso que operavam na linha
Solimões-Iquitos (PER), a exemplo
da nacional Lloyd Brasileiro, a inglesa Booth Line e da Naviera Peruana
Amazônica, além da Marinha de lá.
Entre as companhias brasileiras,
destaque para a Companhia de Navegação da Amazônia (CNA), que operava na linha com várias balsas e dois
navios petroleiros: o N/T “Carla” e
N/T “Liliana”, que contratavam práticos brasileiros e peruanos. No registro que chega à sessão “Recordar é Viver” de hoje, uma viagem a bordo do
“Liliana”, em 1982. É possível rever
parte da tripulação do navio da CNA
sob o comando de práticos peruanos.

ANIVERSÁRIO E POSSE NA APBAM

Em dupla comemoração, Lairton Rebelo, Alyrio Sabba, Sebastião Almeida,
Capitão dos Portos CMG Carlos Alberto, Luiz Omar Pinheiro e Fernando Ivan

O dia 20 de março era considerado
a data magna da Associação de Praticagem da Bacia Amazônica (APBAM).
Além de ser a data de fundação da associação, a cada dois anos, tomava posse a nova diretoria eleita pelos Práticos
Associados.
Tradicionalmente era realizada
uma grande festa, com a presença dos
práticos da ativa e aposentados, além
de familiares e convidados do setor
marítimo e da sociedade civil. No registro do 26º aniversário da APBAM e
posse da nova diretoria, no dia 20 de
março de 1996, tomaram posse como
Diretor-Presidente Luiz Omar Pinheiro;
Diretor-Secretário, Frederico Lemos; e
Diretor-Financeiro Euclides Barbosa.
Em nossos arquivos, grandes amigos,
como o Prático Lairton Rebelo e o Jornalista Alyrio Sabbá, que todo o ano
prestigiava o evento.

MARES & RIOS

A Capitania dos Portos do Amapá (CPAP), que tem como comandante o Capitão de Fragata Kaysel Costa
Ribeiro, apoiou as ações de combate
e prevenção ao escalpelamento na cidade de Santana/AP. Em parceria com
a prefeitura, foi realizada uma “Blitz
Fluvial-Educativa”, com abordagem às
embarcações regionais para conscientizar tripulantes e passageiros.

Icoaraci vai se livrar do velho trapiche.
O novo Terminal Hidroviário de Icoaraci
que será construído vai melhor atender
a população das ilhas de Belém, especialmente Cotijuba. O projeto será realizado
por conta de uma emenda parlamentar do
Deputado Federal José Priante.

A Secretaria Municipal de Economia
de Belém (SECON) está realizando durante
toda esta semana um curso de formação
profissional para administradores que
trabalham nos portos, feiras e mercados
de Belém.

A Pará River Empresa de Praticagem
com atuação na ZP-03, que tem como Presidente o Prático Marcelo Salgado, o “Príncipe dos Práticos”, mantém base no Abade,
em Curuçá, para atender com segurança
e pontualidade os navios que tem como
destino o complexo portuário de Vila do
Conde.

A Evergreen acaba de incorporar
a frota o “Ever Ace”. O navio foi construído pelo estaleiro coreano Samsung
Heavy Industries e ficará na rota Ásia
-Europa. Já considerado o maior conteinero do mundo, um “Megamax 24”, tem
capacidade de 23.992 TEUs e tomou o
lugar dos navios HMM que, até então,
eram os maiores.

Já que falamos dos navios do Llyod
Brasileiro, uma dica para quem quer mergulhar no passado: o canal do Arquivo
Nacional, no Youtube, traz um trecho do
cinejornal da Agência Nacional sobre os
navios Santos e Venezuela do Lloyd Brasileiro em reparo na Ilha de Mocanguê, NIteró/RJ, em 1951. Vale acessar! (https://bit.
ly/3BwrSlx).

(CNF) luizopinheiro@globo.com

Via (LCN) @luiscelsoborges- luiscelsoBorges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios