Transportadores argentinos iniciam greve por tempo indeterminado

Principal reivindicação da categoria é sobre os recentes reajustes no preço do diesel e a escassez do combustível no mercado interno

A Federação de Transportadores Argentinos (Fetra) iniciou a greve nacional de transporte por tempo indeterminado, dada a falta de respostas do governo nacional em relação aos constantes aumentos de diesel e a escassez do produto a nível interno.

Os transportadores exigem uma atualização do frete nacional de grãos e melhores condições de infraestrutura nos portos. A medida de força é realizada em todo o país, com manifestações de caminhões no trajeto e nos postos de coleta.

O governo nacional informou que vai aumentar em 10% a oferta de gasóleo ao mercado para garantir o abastecimento no país, após reclamações de produtores agrícolas devido à escassez nas províncias e aumento do preço do biodiesel e do bioetanol.

Além disso, autoridades do governo receberam a Confederação de Hidrocarbonetos e Entidades do Comércio Afins (Cecha) para pedir explicações sobre a escassez de diesel com um aumento de 16% na demanda especial da agricultura em relação ao pré-pandemia.

Estamos tentando levar o petróleo bruto para as refinarias para completar a destilação ociosa de 10% que estava ocorrendo há aproximadamente 15 dias”, disse o assessor presidencial Ariel Kogan aos funcionários da Cecha.

 Fonte: Agência Safras

Por (LCN) @luiscelsoborges

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios