Marinha realiza manutenção de auxílios à navegação no rio Pará

Farolete Pedra do Machadinho, próximo à Ilha Carnapijó (PA)

O Centro de Hidrografia e Navegação do Norte (CHN-4) realizou, de 21 a 28 de março, reconstrução do farolete Pedra do Machadinho, localizado próximo à Ilha Carnapijó, no rio Pará, com emprego do Aviso Balizador “Denébola”. Desde 2016, o farolete estava em condição irregular classificado como “destruído”. Ele foi restabelecido após a realização de um estudo técnico e aprimoramento na confecção de material de estrutura mais adequado para suportar as condições climáticas mais adversas.

Ao todo, o CHN-4 possui 103 sinais náuticos sob sua responsabilidade. Nesta comissão, além da reconstrução do farolete Pedra do Machadinho, foram realizadas inspeções e manutenções nos sinais: bóias “BL-1 Arsenal” e “BL-1 Tatuoca”, faroletes “Cotejuba”, “Salvaterra” e farol “SoureCom isso, no último ano, o CHN-4 teve um incremento no seu índice de eficácia em mais de 50%, reflexo do restabelecimento de diversos sinais fixos e flutuantes, em cumprimento ao Plano de Trabalho de Auxílios à Navegação. Com isso, a Marinha do Brasil ratifica o compromisso assumido com a Organização Hidrográfica Internacional, auxiliando o navegante a determinar sua posição no mar e evitar os perigos da região.

Um dos principais fatores para a redução desse índice de eficácia é o vandalismo, como furtos e depredações. Para combater esta prática, o CHN-4 realiza campanhas de conscientização e incentiva que a população denuncie qualquer irregularidadeDurante esta comissão, militares estiveram na Escola Estadual Eduardo Angelim, em Barcarena (PA), para orientar sobre a preservação dos instrumentos de apoio à navegação, a fim de colaborar para reduzir acidentes na região.

Fonte: ACS/4°DN

Por (LCN) @luiscelsonews

luiscelsoborgs@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios