Aniversário do Hospital Naval de Belém

Coluna Navegação em Foco - Jornal O Liberal

Diretora do Hospital Naval CMG Mônica Luna, Comandante do 4° DN Edgar Luiz Siqueira Barbosa e
Vice-Diretora do Hospital Naval CF (S) Beatriz

O Hospital Naval de Belém, que tem como diretora a CMG Monica Luna, realizou no último dia 11, a solenidade em comemoração ao 63º Aniversário de sua criação, o evento contou com a participação do Comandante do 4º Distrito Naval Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa. Durante a solenidade foram entregues a militares e a personalidades civis o Diploma e Medalha de “Amigos do Hospital Naval de Belém”, por terem prestado relevantes e destacados serviços a esta Organização Militar Hospitalar no ano de 2021. Nos dois últimos anos, enfrentou o grande desafio de combater a pandemia do COVID-19. Importantes ações foram necessárias para garantir tratamento adequado aos usuários. Concomitantemente, outros desafios foram e estão sendo enfrentados, com resultados promissores.
Ao longo desses 63 anos o Hospital Naval vem cumprindo sua missão nos subsistemas assistencial, pericial e operativo, na área de jurisdição do Comando do 4° Distrito Naval. O Hospital Naval de Belém foi criado por meio do Decreto-Lei n° 45.193 de 31 de dezembro de 1958, assinado pelo então presidente Juscelino Kubitschek, após reforma e ampliação do prédio de alojamentos dos Suboficiais e Primeiros-Sargentos do Comando do 4º Distrito Naval.

Diretores dos Hospitais Militares de Belém, Coronel Médico Feijó(Aeronáutica), CMG Dra. Mônica Luna(Marinha)e CoronelMédico José Ricardo Lopes (Exército)

O colunista Luiz Omar Pinheiro recebendo a medalha “Amigo do Hospital Naval¨ 

Colunista Luís Celso Borges,  recebendo a Medalha “Amigo do Hospital Naval.

Thiago Pinto ao receber a medalha “Amigo do Hospital Naval”, representando o pai, Relton Pinto.

RECORDAR É VIVER – FEIJOADA SOLIDÁRIA DA AVCB

Em 2016, o Comandante do 4° Distrito Naval era o Vice -Almirante Alípio Jorge. Por conta disso, a esposa, Dona
Mara Teresa Couto Silva, era a Presidente da Associação das Voluntárias Cisne Branco (AVCB/PA). Sob a direção dela, a AVCB realizou grandes ações de responsabilidade social, como as feijoadas solidárias em 2015 e 2016, no Clube Albatroz. A feijoada solidária realizada em 2016 ficou marcada porque contou com a participação em massa da comunidade marítima do Estado, como Soamar, Armadores Fluviais, Praticagem, e todos os Comandantes das OMs, que lotaram o Clube Albatroz. Almirante Alípio Jorge, sua esposa Mara e o colunista Luiz Omar Pinheiro. As atrações ficaram por conta do rei do carimbó, mestre Pinduca, e da Bateria da Escola de Samba “Quem são Eles” que, na época, tinha o colunista como presidente. Estas atrações fizeram com que a Feijoada Solidária organizada por Dona Mara ficasse marcada como um dos principais eventos realizados pela AVCB só não no Estado do Pará, como no Brasil.

Almirante Alípio Jorge, sua esposa Mara e o colunista Luiz Omar Pinheiro

O ADEUS A SEVERINO ALMEIDA FILHO

Líder sindical marítimo mais representativo de uma era, Severino Almeida Filho morreu na madrugada da última quarta-feira, aos 67 anos. Severino presidiu o Sindicado Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante até março de 2020 e Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aquaviários e Aéreos até janeiro de 2021.
Severino era reconhecido pela combatividade e defesa dos trabalhadores do setor marítimo. Em conta conjunta, a CONTTMF, FNTTAA, FENCOVIB, FNE e Fenapráticos lamentaram a morte do líder sindical “incansável defensor dos direitos dos trabalhadores, muitas vezes, em posições firmes e impactantes”. O Sindmar, em nota, afirmou que Severino “deixa o legado de uma vida inteira dedicada à defesa incansável dos direitos, das remunerações e das condições de trabalho dos marítimos brasileiros, com destaque para a criação do Sindmar no ano 2000, a partir da unificação dos sindicatos de oficiais de Náutica e de Máquinas, e com a incorporação, quatro anos depois, dos eletricistas da Marinha Mercante”. Atendendo à vontade do próprio Severino, não haverá velório e a despedida é restrita aos familiares. O corpo será cremado na manhã desta quinta, dia 13 de janeiro, no Crematório Memorial do
Carmo, no Caju, no Rio de Janeiro/RJ.

Fonte; (CNF) (LOP) luizopinheiro@gmail.com

Por (LCN) @luiscelsonews

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios