51° Aniversário do CIAGA

CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE GRAÇA ARANHA

Rio de Janeiro, RJ, 12 de janeiro de 2022.

No final da década de 1960, no período de grandes investimentos em infraestrutura no Brasil, houve um significativo avanço da atividade marítima no País. Após a realização de um acurado censo pela Diretoria de Portos e Costas (DPC) sobre as necessidades da frota mercante brasileira em expansão e a situação dos marítimos, foram iniciados planejamentos para atendimento das principais questões levantadas. Uma delas estava relacionada à melhoria da formação do seu principal ativo, os aquaviários.
Para que essa capacitação ocorresse de forma perene e regular, seriam necessários elevados recursos financeiros para a modernização de instalações de ensino, com a construção de novos laboratórios e oficinas, bem como a preparação de pessoal voltado à instrução e às atividades correlatas. Nesse sentido, buscou-se uma parceria técnico-financeira com a Organização Marítima Internacional (IMO) para um projeto inovador de construção de um novo Centro de Instrução no Brasil, em substituição à Escola de Marinha Mercante do Rio de Janeiro.
Assim, fruto desse planejamento, da visão estratégica da Alta Administração Naval e da ação direta do Vice-Almirante Hilton Berutti Augusto Moreira, Diretor de Portos e Costas na época, foi criado, por meio do Decreto nº 68.042, de 12 de janeiro de 1971, o CIAGA, destinado a colocar o Ensino Profissional Marítimo (EPM) em novo patamar, compatível com as necessidades da nossa Marinha Mercante e do nosso país. O nome do Centro de Instrução foi uma homenagem ao Vice-Almirante Heráclito da Graça Aranha, primeiro Diretor a assumir a Escola de Marinha Mercante do Rio de Janeiro, criada em 10 de novembro de 1939, nas dependências da Companhia do Lloyd Brasileiro.
Como o maior centro executor do EPM do país, o CIAGA, há mais de 50 anos, forma, aperfeiçoa, especializa e atualiza gerações dessa importante categoria profissional. O seu corpo docente qualificado, a sua infraestrutura moderna e ampla, e a sua força de trabalho motivada e ciente da grandeza da sua missão são garantias de que estamos no rumo certo.
Como acontece em todos os setores, o avanço da Indústria 4.0 tem influenciado o rápido desenvolvimento da humanidade. Da mesma forma, os meios navais têm acompanhado essa evolução.
Veículos e sistemas autônomos, Inteligência Artificial, Internet das Coisas, robótica, a Internet 5G, entre outros, já são uma realidade e impactam a vida dos profissionais do mar. Dessa forma, o CIAGA, por orientação da DPC, vem implementando medidas para acompanhar esse avanço tecnológico.
Uma das ações adotadas foi a introdução no CIAGA do conceito do e-Navigation (Navegação
Aprimorada), que contempla uma ampla gama de sistemas e serviços integrados de informação,
relacionados à navegação. Recentemente, foi adquirida uma mesa digitalizada de navegação (Backbridge), que, após incorporada ao simulador de passadiço e outras estações de simulação de serviços marítimos, permitirá apresentar aos alunos esse conceito que, em breve, estará presente na maioria dos navios modernos.
Dentre as novas ferramentas de ensino interativo, está em desenvolvimento um modelo de navio mercante virtual a ser empregado na ambientação dos Alunos dos Cursos de Máquinas e Náutica da Escola de Formação dos Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), em parceria com o Centro de Análises de Sistemas Navais (CASNAV). Espera-se que o uso de realidade virtual e aumentada possibilite a aprendizagem mais célere e efetiva desses, desenvolvendo competências e habilidades necessárias aos futuros Oficiais.
Outra iniciativa de relevância diz respeito ao desenvolvimento da Educação a Distância (EAD). Essa modalidade de ensino ganhou relevância nos últimos anos devido aos avanços tecnológicos, proporcionando o aumento da oferta de vagas nos cursos. Atento a isso, foi elaborado um projeto básico do Centro de Ensino a Distância da Autoridade Marítima (CEDAM), a ser construído nas dependências do CIAGA. A criação de espaços próprios para produção de conteúdos digitais e de gravação de videoaulas, aliada ao investimento na capacitação dos professores/instrutores e à adaptação dos currículos, em andamento, elevarão o nível e a oferta desse meio de construção de conhecimento.
No ano passado, mesmo com as restrições impostas pela situação sanitária, 1.480 alunos participaram dos cursos do Programa do Ensino Profissional Marítimo (PREPOM) no CIAGA, nas modalidades presencial, a distância e semipresencial. Além disso, seguindo a orientação de colaborar com o desenvolvimento das Marinhas Mercantes de nações amigas, recebe, anualmente, alunos estrangeiros oriundos da América do Sul e Central, como também de países africanos de língua oficial portuguesa.
Os resultados positivos alcançados e a superação dos desafios evidenciam toda resiliência e comprometimento de militares, servidores civis, instrutores, professores e prestadores de serviço. Reconhecidamente, nada poderia ser feito se não houvesse o apoio das demais OM do setor DGN e de outros setores da MB, assim como de membros da Comunidade Marítima que frequentemente manifestam o seu apreço pelo nosso CIAGA. Por fim, nesta data de júbilo, presto o devido reconhecimento aos que nos antecederam, ex: Comandantes e Tripulantes, que com seus exemplos de abnegação e afinco em prol de uma Marinha Mercante grandiosa nos deixaram um legado a ser seguido. Aos que aqui hoje labutam, ensejo que sejamos perseverantes e focados na grandeza da nossa missão, na perspectiva de que “O Futuro do Brasil está no Mar” e que parte do futuro da Marinha Mercante passa por nossas mãos.

Viva a Marinha Mercante!
Viva a Marinha!

PAULO VECCHI RUIZ CARDOSO DA SILVA
Contra-Almirante
Comandante 

Fonte: ACS-CIAGA

Por (LCN) @luiscelsoborges

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios