Transmissão de Cargo do Comandante de Operações Navais e palavras finais do Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva

COMANDO DE OPERAÇÕES NAVAIS

O primeiro elemento da Marinha é o homem do mar. Se o Navio é essencial ao marinheiro, 
o Marinheiro é ainda mais é mais indispensável ao navio¨.
Tendo começado muito cedo a pensar sobre o significado da expressão de autoria do ilustre
 Ruy Barbosa, chego ao momento de enaltecer, em agradecimento, a todos aqueles que
deram forma vibrante a esse pensamento durante o breve período em que tive a honra e o
privilégio de servir a Marinha e à Pátria..
Eu inicio agradecendo a Deus, por sinalizar e proteger a minha singradura, e a minha família,
base do suporte, formação e inspiração. Foi com o Capitão-Tenente ARISTIDES RODRIGUES DE OLIVEIRA,  meu bisavô, que comecei não só a sonhar em ser marinheiro, levando a suspender e diferentes navios durante a leitura dos Termos de Viagem lançados em sua Caderneta Registro,
como também a conhecer os fortes laços que unem os homens do mar, por ocasião de um
almoço, em comemoração ao seu aniversário de 100 anos, oferecidos ao integrantes da Divisão 
Naval em Operações de Guerra (DNOG) pelo Almirante de Esquadra ALFREDO KARAN, antigo
Ministro da Marinha e, então, Comandante do primeiro Distrito Naval, nossa referência.
Sou grato às instituições castrenses de ensino: ao Colégio Militar de Curitiba, de onde se
iniciou a minha formação ética, moral e intelectual; ao inesquecível Colégio Naval, novo lar
onde à Marinha passei a dedicar a minha mente; à bicentenária Escola Naval, santuário da
formação para a luta no mar; e ao saudoso Navio-Escola CUSTÓDIO DE MELO, tempo onde 
finalizei a minha formação profissional com os companheiros da Turma Almirante Saldanha da Gama; bem como ao Centro de Instrução Almirante WANDENKOLK e à egrégia Escola de Guerra
Naval, locais de sucessivo aprimoramento. Nesses ambientes de excelência, também consolidei
o meu entendimento sobre a importância e a alegria de fazer parte de uma equipe, cujo espírito
anima salas de aula, Praças d´Armas, conveses e unidades de terra, em qualquer tipo de mar ou
de tempo, e que nos permite compartilhar esforços, conhecimentos, experiências, tristezas e
alegrias.
Experiências formidáveis foram compartilhadas com estimados amigos: em cursos,
adestramentos e inspeções; durante exercícios de guerra e fainas gerais, em contato com a
força maior da natureza e longe do conforto do lar e da família; nos portos visitados,
representando a Marinha e o Brasil; no fortalecimento da base Industrial de Defesa e na
normatização e solução de problemas técnicos, no Setor do Material; na parceria com
diferentes instituições internacionais, federais, estaduais e municipais, para incremento da
confiança mútua e da parceria; em exercícios conjuntos, com os irmãos de armas do Exército e
da Força Aérea Brasileira; em estudos sobre o futuro do Brasil, com o Corpo Docente da Escola
Superior de Guerra e da ADESG; no convívio fraterno com os integrantes da Sociedade Amigos
da Marinha, em especial, os da terra de rios gigantes e ricas florestas, a partir do período em
que comandei o 4º Distrito Naval; e no trabalho abnegado e generoso das Voluntárias Cisne
Branco e do Hospital Naval Marcílio Dias, em apoio à Família Naval.
Nas lides de bordo, tive uma ininterrupta formação, proporcionada pelos ensinamentos e
exemplos de patriotismo, dedicação, resiliência, competência e amor à Marinha, transmitidos
por notáveis e estimados Chefes Navais, ex-Comandantes, Imediatos, Chefes, Oficiais, Praças e
Servidores Civis, em um ambiente de profissionalismo e camaradagem. Em cada missão
recebida, há muitos de quem lembrar e a quem agradecer.
Sinto-me emocionado por essa derradeira oportunidade de, na ativa, assinalar a importância
das pessoas em minha carreira, algumas que aqui se encontram, e que me brindaram com a
orientação, o incentivo e o apoio irrestrito, proporcionando um sentido especial à minha
trajetória e um vínculo direto aos resultados por mim alcançados.
Perante as dificuldades enfrentadas no combate à pandemia da Covid-19, foi gratificante
acompanhar, na escala curta, o trabalho ininterrupto das Organizações do Setor Operativo. A
cada Marinheiro, Fuzileiro Naval e Servidor Civil, manifesto o privilégio e o orgulho por esse
período de intensas atividades, desempenhadas com planejamento, visão de futuro, zelo e
esmero. A todos a minha eterna gratidão.
Ao Estado-Maior do ComOpNav, composto pelos Chefes do Estado-Maior Almirante de
Esquadra Mello, Vice-Almirantes Barros Coutinho e Kerr e Contra-Almirante Reis Leite; e pelos
Subchefes e Comandantes Contra-Almirantes Fernando, Cozzolino, Lage, Gentile, Jeferson,
Canela, Barroso, Eduardo, Garriga e Reis, Capitães de Mar e Guerra João Batista, Ozório e SO-OR
Feddersen, Suboficial-Mor; bem como aos Comandantes e Tripulações das Organizações
Militares diretamente subordinadas, externo o reconhecimento pelo trabalho perseverante e
profissional na busca por um Poder Naval Integrado, Forte, Respeitado e em condições de
Pronto-Emprego, com o propósito de alcançar e manter os Objetivos Navais, em especial, os de
Defesa da Pátria e de Segurança Marítima. Dessa forma, agradeço ao antigo e ao atual
Comandantes da Marinha, Almirantes de Esquadra Ilques Barbosa Junior e Almir Garnier
Santos, respectivamente, pela confiança, atenção, orientações e pela fortuna de cumprir esta
última missão no mesmo lugar onde iniciei a minha derrota e com o qual ainda sonho.
Sensibilizado, externo o profundo agradecimento aos membros do Almirantado, pelo
companheirismo e pela paciência; aos demais Setores, em especial ao Estado-Maior da Armada
e aos Órgãos de Direção Setorial, pelo irrestrito apoio; bem como ao Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, ao Comando de Operações Terrestres e ao Comando de Operações
Aeroespaciais, pelo incremento de nossa integração.
Por dever de justiça, não poderia deixar de fazer uma menção especial ao meu Gabinete,
cujos integrantes me acompanham há muito tempo e que teve à frente os Comandantes
Calixto, Vilara, Vidal e Abreu, pelo exemplo de trabalho anônimo, silencioso e de extrema
importância para a qualidade do serviço. Levarei comigo os momentos vivenciados como uma
verdadeira família.
Hoje, a Marinha do Brasil encontra-se engalanada, pela posse de um novo Comandante de
Operações Navais em solenidade presidida por um dileto amigo, o Almirante de Esquadra
Garnier, Comandante da Marinha, a quem desejo continuado êxito na condução da minha, da
sua, da nossa Marinha… É com imensa alegria que eu passo o timão do Setor Operativo ao
Almirante de Esquadra Olsen, um bom companheiro e um belo amigo que tenho, pela certeza
de que o natural processo de renovação da Marinha seguirá um rumo seguro, sob a sua firme e
vibrante liderança e com a participação de uma Tripulação perseverante, com espírito de equipe
e motivada a honrar as lições de entrega pessoal e competência dos Comandantes e das
Tripulações que nos antecederam.
Em instantes, acompanhado de minha querida esposa Mara, partícipe de todas as travessias,
e das minhas amadas filhas Tamara e Maria de Lourdes, tendo no visual meios operativos que
fazem parte da vida de minha geração, seguirei emocionado e confiante em direção ao portaló
de bombordo do Navio-Aeródromo Multipropósito ATLÂNTICO, Capitânia da Esquadra, certo de
que o Poder Naval Brasileiro do século XXI estará à altura da estatura político-estratégica do
País.
Por fim, passo a manobra ao Almirante OLSEN, formulando votos de muitas felicidades,
extensivos a sua esposa Marcella e filho Pedro, e de pleno êxito na missão que ora assume,
pedindo à Nossa Senhora de Nazaré que proteja a todos na nova caminhada e a DEUS que
ilumine as vossas decisões, para que o Comando de Operações Navais esteja sempre à altura
das atuais e de novas tarefas.

Viva a Marinha!
Tudo pela Pátria!

ALIPIO JORGE RODRIGUES DA SILVA
Almirante de Esquadra
Comandante de Operações Navais

Fonte: ACS/CON

Por (LCN) @luiscelsoborges

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios