A centésima coluna.

Coluna Navegação em Foco - (LOP) - Jornal O Liberal

Hoje, chegamos à coluna de número 100. A “Navegação em Foco” vai para as ruas três vezes na semana. Ser Colunista e Prático, além de apaixonado por futebol e samba, não me garante uma rotina simples. Mas, é um enorme prazer escrever sobre a navegação da Amazônia e tudo que está relacionado a esta prática secular.
E mais: dar sequência a um trabalho tão singular quanto insubstituível. O saudoso e amigo Alyrio Sabbá, uma das nossas mais caras baixas nesta pandemia, que morreu em abril deste ano depois de mais de meio século de jornalismo sério, preciso e imparcial, foi o responsável por me fazer acompanhar esse espaço por quarenta anos.
Não é simples fazer um trabalho após a era Sabbá. Mas, a bússola do bom senso deixada por ele nos aponta um norte seguro. Por isso, mantivemos a mesma linha editorial da coluna, fazendo pequenas mudanças no conteúdo. Nosso foco é a navegação, buscando informar fatos verdadeiros e relevantes para o desenvolvimento do mercado flúvio-marítimo. Por esta razão, passamos a dar mais visibilidade às nossas Forças: além da Marinha, Exército, Aeronáutica e Forças Auxiliares, como o Poder Judiciário.
Quero agradecer este início de bom relacionamento com você, leitor e leitora, que vem nos acompanhando nesses quase oito meses. Aproveito para homenagear Alyrio, publicando uma foto do VII Encontro Nacional de Praticagem, realizado em Belém, em 1994. Na foto, Alyrio está ao lado de Paulo Brandão, que era Presidente da Transnav, e Kleber Menezes, Diretor da CDP na época. Vale ressaltar que estar presente nas cerimônias de Marinha era muito prazeroso para o saudoso Jornalista.

Conhecendo a Amazônia – São Gabriel da Cachoeira, a cidade mais indigena do Brasil

Praias amazônicas e a serra da Bela Adormecida encantam visitantes de São Gabriel da Cachoeira

Desta vez, começamos uma incursão pelas cidades ribeirinhas do Rio Negro. A primeira é São Gabriel da Cachoeira, que fica no Amazonas, localizada na margem direita do rio. O acesso é somente de barco ou avião. São Gabriel da Cachoeira fica a 850 quilômetros de Manaus, fazendo fronteira com Colômbia e Venezuela. O município é o terceiro maior em extensão territorial do Brasil. A população está estimada em 47.031 habitantes, sendo a 13ª maior do estado do Amazonas.
A cidade é emoldurada por muitas belezas naturais, como a floresta Amazônica e as imponentes serras e as corredeiras do Rio Negro. Além disso, tem praias de areia branquinha e cachoeiras. É por São Miguel o acesso para o pico da Neblina, o ponto mais alto do Brasil, a 3.014 metros de altitude. Também é conhecida por possuir cerca de 5,5 bilhões de toneladas de nióbio em sua região, sendo a maior reserva deste minério em todo o mundo.
Mas a principal riqueza está na cultura das comunidades tradicionais, sendo conhecida como a cidade mais indígena do Brasil. Em um caso inédito na federação brasileira, foram reconhecidas, como línguas oficiais no município, ao lado do português, três idiomas indígenas: o nheengatu, o tukano e o baníwa, línguas tradicionais faladas pela maioria dos habitantes do município, 74% indígenas. O município foi a primeira localidade brasileira a reconhecer outros idiomas como oficiais, além do português. Há um projeto para reconhecer a língua ianomâmi como a quarta língua co-oficial do município.
As Terras Indígenas do município são: Alto Rio Negro, Balaio, Cué Cué/ Marabitanas, Amiúm, Médio Rio Negro I, Médio Rio Negro II, Rio Xié, Yanomami. Não é à toa que a cidade recebe o Festival Cultural dos Povos Indígenas do Alto Rio Negro.

Ação Cívico-Social leva saúde e cidadania para Santa Bárbara

Major-Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros fazendo entrega de cestas básicas durante a ação em Santa Bárbara do Pará.

O Hospital de Aeronáutica de Belém (HABE), em parceria com a Prefeitura de Santa Bárbara, realizou a 2º Ação Cívico-Social (ACISO) de 2021, reafirmando o compromisso de prestar assistência e promoção de saúde aos que mais necessitam. Com cerca de 74 militares médicos, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais e psicóloga, foram realizados 1.015 atendimentos à população do município da Região Metropolitana de Belém.
A missão contou com o apoio do I COMAR, da Base Aérea de Belém e da Ala 9. O Comandante do I COMAR, Major-Brigadeiro do Ar Mauricio Augusto Silveira de Medeiros, e o Subcomandante, Coronel Aviador Alexsandro Oliveira Mendes, acompanhados do Coronel Médico Jorge Antonio Carvalho Feijó, Diretor do HABE, estiveram presentes na abertura do evento.
Durante a realização da ACISO foram distribuídas 300 cestas básicas às famílias de baixa renda. A entrega foi realizada no Ginásio de Esportes Assis Baía pela equipe do Serviço Social e Psicologia do HABE. As cestas foram doadas à FAB pelo Serviço Social da Indústria (SESI) do estado do Pará.

Mares & Rios

O Ministro de Infra-estrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, inaugurou a 3º linha férrea que liga a Ponta da Praia e Macuco aos terminais de celulose e grãos no Porto de Santos, saindo de 20 pares para trinta e seis pares de trem por dia, gerando uma capacidade de transporte de 26 milhões de toneladas ano.

Na sequência, o Ministro participou da ampliação do cais do Tecon em mais 220 metros, totalizando agora 1.510 metros, além da profundidade máxima para 16 metros de calado. Com isto, o Tecon Santos passa a ser o único terminal de contêineres da América do Sul com capacidade de receber simultaneamente até três navios New Panamax, de 366 metros, as maiores embarcações previstas para chegarem ao Brasil.

Hoje e amanhã, a Sociedade Brasileira de Hidrografia – SBhidro – estará promovendo o I Seminário de Hidrografia Fluvial. O evento será on-line e vai debater temas ligados à navegação nos rios da Amazônia. O Ministro Tarcísio Gomes de Freitas participará da abertura do evento

A Polícia Federal, junto com a Marinha e o Ibama, apreenderam 59 balsas utilizadas por garimpeiros criminosos que faziam extração ilegal de ouro no Rio Madeira, no Amazonas. parte das balsas, que estavam abandonadas, foi queimada. A prática é antiga, infelizmente, é antiga e difícil de ser combatida.

O Almirante de Esquadra Alípio Jorge, Comandante de Operações Navais, estará retornando à capital paraense na segunda-feira que vem. Ele vai presidir a cerimônia de posse do novo Comandante do 4° Distrito Naval, o Vice-Almirante Edgard Luiz Siqueira Barbosa. Vale ressaltar que o Almirante Alípio Jorge comandou o 4° Distrito Naval no período de 2015 a 2017.

ERRATA: A coluna informa que quem presidiu a solenidade de posse do novo Diretor de Portos e Costas (DPC), não foi o Comandante da Marinha Almirante de Esquadra Almir Garnier e sim o Almirante de Esquadra Borges Diretor-Geral de Navegação (DGN).

Fonte: (CNF) (LOP) luizopinheiro@globo.com

Por (LCN) @luiscelsonews

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios