Exército Brasileiro na Presidência da Conferência

Coluna Navegação em Foco - (LOP) Jornal O Liberal

General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira

O Exército Brasileiro,
por meio do Comandante
General de Exército Paulo
Sérgio Nogueira de Oliveira, assumiu a Presidência
da Conferência dos Exércitos Americanos, que é
uma Organização Militar
Internacional constituída por exércitos das três
Américas.
A solenidade de posse
foi realizada no Colégio
Militar de La Nación, em
Buenos Aires, na Argentina. O Chefe do Estado
Maior do Exército da Argentina passou a presidência da Confederação para o
Comandante Paulo Sergio
Nogueira de Oliveira. O
ciclo conduzido pelo Exército Brasileiro se estenderá
até o ano de 2023.

PARAENSES RECEBEM
HONRARIAS NO RIO DE JANEIRO

No início da semana,
em singela e importante
cerimônia, foi realizada
a entrega das Medalhas
Tiradentes a Capitão de
Longo Curso Hildelene
Lobato Bahia e ao Capitão
de Longo Curso Ricardo
Monteiro.
O evento ocorreu na sede do “Centro dos Capitães
da Marinha Mercante” no
Rio de Janeiro, contando
com as presenças do Comendador Rodrigo Agostini, do Capitão de Longo
Curso Francisco Cesar
Monteiro Gondar, do Praticante Oficial de Náutica
Jailyson de Araújo Bezerra Vieira e da Secretária do
CCMM, Sra. Cristina.
O Comendador Rodrigo Agostini, em sua presença especial, entregou
as comendas aos agraciados, proferindo belas palavras motivadoras e de
congratulações que enalteceram o CLC Ricardo e a CLC Hildelene.
A Medalha Tiradentes,
Patrono da Polícia, foi outorgada pela “Associação
Brasileira das Forças Internacionais de Paz – Batalhão Suez” (ABFIP – BTLSZ) e é conferida àqueles
por meritória atuação
juntos às Forças de Paz,
enaltecendo o nome do
Brasil e pela sua dedicação à preservação da sua
memória histórica e valores cívicos militares.

CLC Gondar, CLC Ricardo Monteiro, CLC Hildelene e Comendador RodrigoAgostini

MARES & RIOS

O Superintendente da Polícia Federal no Pará, Delegado Wellington Santiago,
ministrou palestra para a ADESG – Associação dos Diplomados da Escola Superior
de Guerra /PA, abordando o tema Organizações Criminosas, Narcotráfico e Crimes
Transnacionais. Superintendente da PF enalteceu a parceira com outros órgãos, para
poder combater a criminalidade no Estado do Pará.

Delegado Madson e esposa Liana Costa, Jornalista Beto Messias, Superintendente da
Polícia Federal, Delegado Wellington Santiago, e Desembargador Mairton Carneiro

A Missão Internacional do Brasil
Export participou do “Invest in Brasil Forum”, evento oficial do Governo Brasileiro
realizado no luxuoso Ritz-Carlton Hotel,
em Dubai. O presidente Jair Bolsonaro esteve no evento e convocou os árabes para
investirem no Brasil.

No início da semana, o Navio Polar (NPo) “Almirante Maximiano” desatracou do Arsenal de Marinha do Rio
de Janeiro (AMRJ) para a 40ª Operação
“Antártica” (OPERANTAR XL). O Navio prestará apoio logístico à Estação
Antártica “Comandante Ferraz” e, em
conjunto com o Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel”, será empregado na
realização de pesquisas científicas, no
lançamento e recolhimento de acampamentos científicos e nos levantamentos
hidrográficos em proveito do Plano de
Trabalho de Hidrografia 2020-2023, da
Diretoria de Hidrografia e Navegação.

O XXI CEPE da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra
(ADESG-PA) segue com o ciclo de palestras. Hoje, teremos o CMG Josué Fonseca Teixeira Junior, Comandante do CIABA. Amanhã, o palestrante será Bruno
Kono, Presidente ITERPA, com a palestra “Políticas e Estratégias adotadas pelo
ITERPA, com vista a regularização agrária no Estado”.

O Centro de Controle Interno do
Exército (CCIEX), que realizou o 1º Estágio de Auditoria Interna Governamental, é comandado pelo General de
Exército Sérgio da Costa Negraes.

EMBARQUES DE PRÁTICO RAIZ NA FAZENDINHA

Canoa e remo. Era no braço que um Prático raiz, chegava até a lancha da Praticagem que estava fundeada
aguardando embarque. Este
percurso era feito na canoa
binóculos, que conhecia no
“olhômetro” a distância que
o navio tava da margem e a
velocidade precisa nas manobras de atracação. Afinal,
os recursos tecnológicos da
época eram bem diferentes
dos que se tem hoje.
Na foto, registrada em 1985,
é possível ver os práticos Evandro Rebelo e Marcílio Silva no
trapiche construído pelo então
governo do Território
do Amapá. O investimento garantiu mais
segurança e praticidade para quem embarcava ou desembarcava na Fazendinha.
Marcílio, oriundo do
quadro de práticos da
Petrobras, costumava
falar que o passadiço
do navio era um santuário e nunca ficava
de costas para proa.
Chamava atenção
quando via um praticante de prático nessa
posição: “A atenção
pra proa tem que ser
constante.”.
“Miss Fazendinha”.
Isto ocorria quando
a maré estava na
baixa mar.
Nesta época, os
práticos da Bacia
Amazônica eram
verdadeiros guerreiros na região.
Conheciam o Rio
como a palma da
mão. Só de olharem
para o movimento das águas barrentas do Rio Mar,
identificavam o canal ou localizavam
um banco de areia.
Eram tempos do
Prático que usava binóculos, que conhecia no
“olhômetro” a distância que
o navio tava da margem e a
velocidade precisa nas manobras de atracação. Afinal,
os recursos tecnológicos da época eram bem diferentes
dos que se tem hoje.
Na foto, registrada em 1985,
é possível ver os práticos Evandro Rebelo e Marcílio Silva no
trapiche construído pelo então
governo do Território
do Amapá. O investimento garantiu mais
segurança e praticidade para quem embarcava ou desembarcava na Fazendinha.
Marcílio, oriundo do
quadro de práticos da
Petrobras, costumava
falar que o passadiço
do navio era um santuário e nunca ficava
de costas para proa.
Chamava atenção
quando via um praticante de prático nessa
posição: “A atenção
pra proa tem que ser
constante.”. 

Fonte(CNF) (LOP) luizopinheiro@globo.com

Por (LCN) @luiscelsoborges

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios