CIABA COMEMORA 129º ANIVERSÁRIO

Coluna Navegação em Foco - Jornal O Liberal

Comandante do CIABA Josué entrega o Diploma de Amigo do CIABA para
o Vice-Almirante ValterCitaviciusFilho

Durante as comemorações no último
dia 19, a solenidade foi
presidida pelo Vice-Almirante Valter Citavicius Filho Comandante, do 4º Distrito Naval,
e durante a cerimônia,
várias personalidades
Militares e Civis foram agraciados com o
Título de Amigos do
CIABA.
Hoje o CIABA, que
foi batizada pelo saudoso jornalista Alyrio
Sabbá de “Universidade do Mar” é comandado pelo CMG Josué
Fonseca Teixeira Junior.
O Estado do Pará sempre teve uma
forte tradição marinheira, tanto que,
desde 1892, formavam-se Oficiais para
a Marinha Mercante. Na época, Pilotos
e Maquinistas. Em
1907, surgiu a Escola
de Marinha Mercante do Pará (EMMPA),
que passou a formar
também Comissários
e Radiotelegrafistas.
Até que, em 1973,
com o avanço da tecnologia, foi novamente transformada, dessa vez, no Centro de
Instrução Almirante
Braz Aguiar (CIABA).
Em 1973, o Contra
Almirante Eugênio Frazão, quando comandava o 4º Distrito Naval,
foi o autor do projeto
de construção do CIABA. A “Universidade do
Mar” foi inaugurada
em 1975, tendo o Vice
-Almirante Andersen
Cavalcanti como Comandante do 4º Distrito e, como Primeiro
Comandante, o Capitão de Fragata Lourival
Anchieta.

Presidente da SOAMAR-PARÁRelton OsvaldoPinto, recebe a
comenda do Vice-Almirante Valter Citavicius Filho

O colunista LuizOmarPinheiro, recebe seu Diploma de Amigo do CIABA das
mãos do Comandante Josué e do Vice-Almirante ValterCitaviciusFilho

O Prático da Bacia Amazônica Feitosa, recebe sua comenda do ViceAlmirante ValterCitaviciusFilho

MARES & RIOS

O Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa que vai assumir, em 2022, o 4º
Distrito Naval, é carioca e iniciou a carreira,
em 1987, como Guarda-Marinha. Em 2020,
assumiu o cargo de Vice-Almirante. Atualmente desempenha a função de Diretor
de Hidrografia e Navegação. Na formação,
mestrado em Ciências do Mar (Escola de
Guerra Naval – Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores) e entre as principais
condecorações: Medalha Mérito Tamandaré, Ordem do Mérito Naval (Grau Comendador), Medalha das Nações Unidas (UNIFIL),
Medalha do “Military and Police Adviser
Community” e Medalha da Vitória.

O Centro de Hidrografia e Navegação do Norte (NHC-4) concluiu na
última terça o Levantamento Hidrográfico (LH) multifeixe no Rio Moju,
nas proximidades da Ponte União, interior do Pará, para verificação do
fundo marinho. A origem do LH se deu em apoio à Capitania dos Portos
da Amazônia Oriental (CPAOR), em virtude do término dos trabalhos da
Secretaria de Estado de Transporte do Pará (SETRAN), de remoção dos
escombros da queda de estrutura de parte da ponte, em abril de 2019.

Militares do Exército Brasileiro do Comando de Fronteira Solimões/8º Batalhão de Infantaria de Selva (8º BIS) apoiaram o armazenamento e a distribuição de cestas básicas. A ação contou com o apoio
da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e prefeituras locais. Foram desembarcadas mais de 80 mil cestas básicas que chegaram ao Porto do
Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), no município de Tabatinga.

Amanhã, às 9h, no Comando Aéreo Norte – I COMAR, o Major Brigadeiro do Ar Mauricio Augusto Silveira de Medeiros, estará presidindo
a cerimônia alusiva ao Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira.
A nota mais comentada da última edição foi o famoso Mocotó com
Charque, servido às sextas na casa do amigo Zezé do Boxe. O famoso
prato é preparado com todo carinho pela esposa Regina. O colunista
confirma a reserva no evento de amanhã.

O Instituto Hidrovias, braço de Investimento Social Privado da Hidrovias do Brasil S.A, está com Edital aberto para apoiar financeiramente até 10 ações que visem o desenvolvimento local nos países onde a empresa desenvolve operações: Brasil, Paraguai e Uruguai. Será 1 milhão
de reais destinados a projetos sociais.
Em tempo: a duração de cada projeto deve ser de 12 meses ou 24
meses, assim como o orçamento total deve ser entre R$ 100 mil e R$ 300
mil. A seleção será feita por uma equipe multidisciplinar da Hidrovias
do Brasil e do Instituto Hidrovias. As inscrições são feitas exclusivamente da Hidrovias Brasil S.A. até 31 de outubro.

Fonte: (CNF) luizopinheiro@globo.com

Por (LCN) @luiscelsonews

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios