129º Aniversário do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar

Ordem do dia do Comandante do Ciaba

Assunto: 129º Aniversário do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar

A Marinha Mercante Brasileira nasceu aqui. Há 129 anos, remontando ao “Curso de
Maquinista” e ao “Curso de Náutica”, ambos criados em 1892, esta secular instituição de ensino
forma os nautas forjados para as lides do mar e do rio.
Em 1907, além dos cursos já ministrados, foram implantados outros novos, entre eles,
os Cursos de Comissários e de Radiotelegrafistas, o que ocasionou nova transformação. Surgiu,
então, a Escola de Marinha Mercante do Pará (EMMPA).
A EMMPA continuou formando e adaptando fluviários, pilotos, maquinistas,
radiotelegrafistas e comissários até que, em 1973, por força do progresso tecnológico, foi
novamente transformada, dessa vez, no Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA).
Cabe registrar que o CIABA recebeu seu nome em reconhecimento ao Contra-Almirante
Braz Dias de Aguiar, Oficial de escol da Marinha do Brasil, conhecido como “O Bandeirante das
fronteiras remotas”, o qual teve seu nome impoluto merecidamente perpetuado neste Centro
de Instrução, posicionado estrategicamente no Portal da Amazônia, região a qual o Almirante
Braz de Aguiar demarcou por inteiro, ao longo de 30 anos. Em 2021, ao comemorarmos o
centenário do nascimento do Almirante Braz de Aguiar, é por dever de justiça agradecer a esse
brasileiro e marinheiro pela sua atuação destacada nas atividades hidrográficas como Chefe da
Comissão Brasileira Demarcadora de Limites – Primeira Divisão, no Setor Norte, onde localizou
as nascentes do Rio Orinoco e determinou o ponto extremo do setentrião brasileiro, na Serra
do Caburaí, surpreendendo a comunidade internacional. Foram 46 anos corridos de serviços
relevantes prestados ao País, sendo que deste total, 30 anos dedicados de corpo e alma à
Amazônia. Morreu em 1947 ainda no cargo de Chefe da Comissão que trabalhava na fixação
dos limites com a Venezuela. Por toda abnegação à Pátria, o Almirante Braz de Aguiar foi, sem
sombra de dúvida, um dos brasileiros que mais contribuíram para a soberania brasileira e a
integridade territorial da nossa Amazônia.
Voltando aos dias de hoje, constatamos que o tempo passou e nosso estimado CIABA
cresceu, recebeu novas atribuições e ampliou suas capacidades. Dentre as novas tarefas, estão
a Formação de Oficiais da Reserva da Marinha, a condução da Escola de Formação de Oficiais
da Marinha Mercante (EFOMM), a capacitação dos aquaviários por meio dos cursos do
Programa do Ensino Profissional Marítimo (PREPOM) e a qualificação de militares por meio do
Programa Geral de Adestramento (PGAD) da área do Comando do 4º Distrito Naval.

Atualmente, nosso melhor e mais valioso produto, o Aluno da EFOMM, representado
atualmente pelas Turmas Drakkar, Poseidon e Valhalla, compõe o Corpo Discente de 244
Alunos que, sob a égide do Sistema de Ensino Profissional Marítimo (SEPM), norteado pela
Organização Marítima Internacional (IMO), entrega nossos Praticantes preparados para um
mercado de trabalho cada vez mais exigente e em constante atualização.
Apesar dos inesperados desafios impostos em 2020 e 2021 pela conjuntura da
Pandemia do Novo Coronavírus, estamos confiantes e seguros que os mesmos estão sendo
vencidos, sempre com foco na contínua busca da capacitação plena de nossos aquaviários e
portuários.
Superando essas adversidades e transformando-as em oportunidades, ressaltamos
algumas conquistas recentemente alcançadas e outras em andamento:
– Na área do Ensino: a manutenção e a atualização do Simulador de Passadiço Mistral
4000; a construção do Planetário do tipo Full Dome para adestramento de navegação
astronômica; a recuperação das embarcações do setor náutico; e a modernização das salas de
aula;
– Na área do Sistema de Gestão Ambiental (SGA): a ativação do Ecoponto para coleta de
lixo seletivo; a implementação dos Programas “Recicla CIABA” e “Adote uma Caneca”; e a
realização da 1ª Regata Ecológica de enorme sucesso na comunidade marítima paraense;
– Na área do Material: a valorização da fachada e da lateral do Prédio dos Simuladores,
consonante com a identidade visual da Comunicação Social; o incremento de material de
Controle de Avarias e procedimentos na segurança orgânica; além da aquisição de novas
viaturas de apoio administrativo;
– Na questão de economia de energia elétrica: a substituição dos condicionadores de ar
por equipamentos mais econômicos com tecnologia inverter; e a instalação de uma usina de
geração de energia solar com painéis fotovoltaicos;
– Na área do Pessoal, destaco: a valorização dos Militares da ativa, Militares prestadores
de Tarefa por Tempo Certo (TTC), Docentes, Servidores e Funcionários Civis, por meio de
diversas ações que os destacam entre seus pares, para um maior e mais justo reconhecimento
pela dedicação e compromisso para com esta Organização Militar de Ensino; e
– Na área Social: a coordenação, junto ao Centro de Controle de Zoonozes de Belém,
para mitigar a situação dos animais abandonados que assola as cercanias do Centro de
Instrução; a parceria com a Sociedade Acadêmica Viking para castração de animais encontrados
a bordo; e a realização das campanhas voluntárias para adoção de animais abandonados.
Por oportuno, faz-se importante ressaltar que grandes partes das conquistas do
presente apenas são possíveis graças aos apoios do Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN) e
suas OM subordinadas, Diretoria de Portos e Costas (DPC), Centro de Instrução Almirante Graça
Aranha (CIAGA) e Comunidade Marítima, todos contribuindo sobremaneira para o
cumprimento da Missão do CIABA e que, portanto, também são merecedores das homenagens
prestadas no dia hoje.

Infelizmente, a Pandemia nos deixou órfãos de duas personalidades a quem o CIABA
muito agradece: primeiramente, o Professor Paulo Vítor de Matos Zigmantas, Decano do Corpo
Docente com 40 anos de CIABA e responsável pela formação de diversas turmas de Oficiais
Mercantes, além de ter deixado sua marca na operacionalização do Aviso de Instrução e na
construção do Simulador de Passadiço. Em segundo lugar, mas não menos importante, o
Jornalista Alyrio Sabbá, ex-aluno, Soamarino e Amigo do CIABA, que, desde a década de 70,
cunhou, chancelou e ajudou a divulgar o slogan de “A Universidade do Mar” a este Centro de
Instrução. A ambos, sei que estão assistindo a essa Cerimônia em algum lugar no plano eterno,
vibrando e torcendo pelo nosso sucesso. A vocês dois, a nossa eterna gratidão e nosso muito
obrigado!
Ademais, ao orgulhosamente comemorarmos essa data, temos que, com júbilo e dever
de justiça, reverenciar e agradecer a todos aqueles que nos precederam – Ex-Comandantes,
Oficiais, Praças, Professores, Servidores e Funcionários Civis – pelo legado e por terem
contribuído, ao longo dos anos, com abnegação, empenho e entusiasmo.
Dessa forma, concito a todos a manterem o rumo, cultivando, com profissionalismo e
entusiasmo, o ofício que exercem diuturnamente com perseverança e inteligência, sabedores
que assim continuaremos a contribuir para a evolução e o engrandecimento que almejamos
para a nossa “Universidade do Mar”, mantendo-a sempre na vanguarda como a instituição de
ensino mercante mais antiga da América Latina.
Nesta data e ocasião tão importantes para esta Organização Militar de Ensino,
parabenizo a todos os agraciados com o Título de “Amigo do CIABA”. Suas contribuições e
incentivo são o combustível que nos move para frente, a fim de buscar sempre o melhor e fazer
este Centro de Instrução ser reconhecido pela Comunidade Marítima como uma Instituição de
Ensino de excelência.
Por fim, inspirados pelo espírito marinheiro dos que nos antecederam, cabe-nos a honra
e o privilégio de prosseguirmos nessa singradura bem sucedida, mantendo vivo o fogo sagrado
e conduzindo com firmeza o timão do CIABA, com o propósito de construirmos um presente de
realizações e um futuro ainda mais promissor para a nossa Marinha Mercante.
Que Deus, que Nosso Senhor dos Navegantes e que Nossa Senhora de Nazaré nos
abençoe em mais esse transcurso de data natalícia e nos proteja em mais uma jornada
aproando os 130 anos que se aproxima.
Minha Tripulação, marque e governe assim! Máquinas adiante toda a força!
Viva a Marinha do Brasil!
Viva a Marinha Mercante Brasileira!
Educar e Navegar, CIABA! A Universidade do Mar!

JOSUÉ FONSECA TEIXEIRA JUNIOR
Capitão de Mar e Guerra
Comandante

AGRACIADOS

VICE- ALMIRANTE VALTER CITAVICIUS FILHO, COMANDANTE DO 4º DISTRITO NAVAL;

CONTRA-ALMIRANTE (RM1) MARCIO FERREIRA DE MELLO, SUPERINTENDENTE DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO DA DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS;

CAPITÃO DE MAR E GUERRA (FN) VICTOR SOUSA ABREU, CHEFE DO ESTADO-MAIOR DO COMANDO DO 4º DISTRITO NAVAL;

CAPITÃO DE MAR E GUERRA (MD) MÔNICA MEDEIROS LUNA, DIRETORA DO HOSPITAL NAVAL DE BELÉM;

CAPITÃO DE MAR E GUERRA (IM) LUIS CLAUDIO OTRANTO ALVES, DIRETOR DO CENTRO DE INTENDÊNCIA DA MARINHA EM BELÉM;

CAPITÃO DE MAR E GUERRA RODRIGO ANTONIO DA COSTA COSTEIRA, COMANDANTE DA BASE NAVAL DE VAL DE CÃES;

CAPITÃO DE MAR E GUERRA ANDRÉ LUIS MARTINI VIEIRA, CAPITÃO DOS PORTOS DA AMAZÔNIA ORIENTAL;

CAPITÃO DE MAR E GUERRA ALESSANDER FELIPE IMAMURA CARNEIRO, COMANDANTE DO GRUPAMENTO DE PATRULHA NAVAL DO NORTE;

CAPITÃO DE FRAGATA (FN) FABIO FELIX RIBEIRO, COMANDANTE DO 2º BATALHÃO DE OPERAÇÕES RIBEIRINHAS ;

CAPITÃO DE FRAGATA ANDÉRMISSON CLAUDINO DA SILVA MOURA, DIRETOR DO CENTRO DE HIDROGRAFIA E NAVEGAÇÃO DO NORTE;

CAPITÃO DE FRAGATA WESLEY GONÇALVEZ DA CRUZ, COMANDANTE DO PRIMEIRO ESQUADRÃO DE HELICOPTEROS DE EMPREGO GERAL DO NORTE;

CAPITÃO DE FRAGATA (RM1) JOSÉ RICARDO PERROT FERREIRA, ENCARREGADO DO SERVIÇO DE RECRUTAMENTO DISTRITAL DO COMANDO DO 4º DISTRITO NAVAL;

CAPITÃO DE CORVETA (T) MARCO ANTÔNIO SANTOS, ASSISTENTE DO COMANDANTE DO 4º DISTRITO NAVAL;

CAPITÃO DE CORVETA (T) MARCIA CRISTINA DO NASCIMENTO SANCHES, ASSESSORA JURIDICA DO COMANDO DO 4º DISTRITO NAVAL;

CAPITÃO DE CORVETA RAPHAEL CRUZ RANGEL DE SOUZA, COMANDANTE DA ESTAÇÃO RADIOGONIOMÉTRICA DA MARINHA EM BELÉM;

CAPITÃO-TENENTE (AA) JOSÉ LEONARDO BARBOSA DE ANDRADE, AJUDANTE DE ORDENS DO COMANDANTE DO 4º DISTRITO NAVAL;

DOUTOR ANTONIO CHAGAS RODRIGUES, COSULTOR JURÍDICO DA UNIÃO NO ESTADO DO PARÁ;

SENHOR RELTON OSVALDO PUREZA PINTO, PRESIDENTE DO GRUPO ATLÂNTICA MATAPI E PRESIDENTE DA SOAMAR-PARÁ;

SENHORA GLEICE SEIBEL, DIRETORA DA CERPA – CERVEJARIA PARAENSE;

SENHOR LUIS OMAR CARDOSO PINHEIRO, PRÁTICO E COLUNISTA DO JORNAL “O LIBERAL”;

SENHOR JOSÉ RONALDO FECHINE FEITOSA FILHO, PRÁTICO; E

SENHORA BERNARDINA DA CONCEIÇÃO SILVA BARBOSA, EMPRESÁRIA.

Fonte: Ciaba

Por (LCN) @luiscelsonews

luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios