Sacas de milho e soja têm novas baixas; confira os destaques desta segunda

POR FELIPE LEON, COM AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

O indicador da soja do Cepea para o porto de Paranaguá (PR) recuou com a queda do dólar em relação ao real

Boi: arroba tem baixas mais acentuadas, diz Safras & Mercado

De acordo com a consultoria Safras & Mercado, as cotações do boi gordo encerraram a semana com baixas mais acentuadas em virtude das escalas de abate cada vez mais confortáveis. Em São Paulo, capital, o preço saiu de R$ 312/313 para R$ 312 por arroba, a prazo, e em Goiânia (GO), passou de R$ 303 para R$ 299/300. Por fim, em Uberaba (MG), a arroba foi de R$ 311 para R$ 309.

Na B3, a curva dos contratos futuros do boi gordo teve um dia de comportamento misto com os ajustes variando entre altas e baixas, mas com variações pequenas. O ajuste do vencimento para agosto passou de R$ 314,80 para R$ 311,45, do outubro foi de R$ 314,00 para R$ 314,90 e do novembro foi de R$ 321,50 para R$ 322,40 por arroba.

Milho: indicador do Cepea vai ao menor patamar em 50 dias

O indicador do milho do Cepea teve um dia de baixa dos preços e chegou ao menor patamar desde o dia 7 de julho. A cotação variou -1,26% em relação ao dia anterior e passou de R$ 97,06 para R$ 95,84 por saca. Assim sendo, no acumulado do ano, o indicador valorizou 21,86%. Em 12 meses, os preços alcançaram 57,45% de alta.

Na B3, a curva de contratos futuros do milho seguiu em tendência de baixa e as cotações também alcançaram o menor nível desde o início do mês de julho. O ajuste do vencimento para setembro passou de R$ 95,37 para R$ 95,16, do novembro foi de R$ 95,98 para R$ 95,34 e do março de 2022 passou de R$ 98,07 para R$ 97,43 por saca.

Soja: queda do dólar leva saca abaixo de R$ 170 no porto de Paranaguá (PR)

O indicador da soja do Cepea para o porto de Paranaguá (PR) recuou com a queda do dólar em relação ao real. A cotação variou -0,97% em relação ao dia anterior e passou de R$ 171,19 para R$ 169,53 por saca. Dessa forma, no acumulado do ano, o indicador valorizou 10,16%. Em 12 meses, os preços alcançaram 25,77% de alta.

Na bolsa de Chicago, as cotações dos contratos futuros da soja tiveram mais um dia de leve queda. O vencimento para novembro caiu 0,23% e passou de US$ 13,262 para US$ 13,232 por bushel. A previsão de chuvas em regiões produtoras dos EUA pressionou os preços. Por outro lado, o anúncio de novas vendas para a China impediu maiores desvalorizações.

Café: arábica tem forte alta no Brasil e em Nova York

De acordo com a Safras & Mercado, as cotações do café no mercado brasileiro tiveram mais um dia de forte alta seguindo os ganhos nas bolsas internacionais. No sul de Minas Gerais, o arábica bebida boa com 15% de catação passou de R$ 1.060/1.065 para R$ 1.090/1.100, enquanto que no cerrado mineiro, o bebida dura com 15% de catação foi de R$ 1.070/1.080 para R$ 1.100/1.110 por saca.

Na bolsa de Nova York, como dito anteriormente, as cotações do café arábica tiveram forte alta e voltaram a superar o patamar de US$ 1,90 por libra-peso após um mês. O vencimento para dezembro, o mais negociado atualmente, subiu 2,23% na comparação diária e passou de US$ 1,88 para US$ 1,922 por libra-peso.

No Exterior: discurso de Powell e inflação ficam em linha com o esperado

O esperado discurso do presidente do Banco Central dos Estados Unidos, Jerome Powell, trouxe poucas novidades. Ele afirmou que a política monetária está bem posicionada no momento, mas que em virtude do progresso das condições econômicas, pode ser apropriado reduzir as compras mensais de US$ 120 bilhões até o fim de 2021.

O índice de inflação PCE (Despesas de Consumo Pessoal, da sigla em inglês) dos Estados Unidos cresceu 0,4% em julho na comparação mensal e 4,2% na anual. O núcleo do indicador, que exclui itens mais voláteis, teve alta de 0,3% no mês e de 3,6% no ano. Ambas leituras ficaram dentro das expectativas de analistas de mercado.

No Brasil: Ibovespa encerra semana em alta

O Ibovespa encerrou a semana em alta, se aproveitando do cenário externo positivo com discurso do presidente do FED e inflação dentro do que era esperado. O principal índice de ações da bolsa brasileira teve alta de 1,65% e ficou cotado aos 120.677 pontos. Enquanto isso, o dólar comercial caiu 1,17% e passou de R$ 5,257 para R$ 5,196.

O índice de preços ao produtor de julho teve alta de 1,94%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador mede a evolução dos preços “na porta de fábrica”, segundo o IBGE, sem impostos e nem fretes. Dessa forma, o IPP já acumula uma variação positiva de 21,39% em 2021 e de 35,08% em 12 meses.

Fonte: Canal Rural

Via (LCN) @luiscelsoborges – luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios