Amazul discute irradiação de alimentos e pequenos reatores modulares no SIEN 2021

Marinha do Brasil

Dois especialistas da Diretoria Técnica representarão a empresa no Seminário Internacional de Energia Nuclear

A Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul) estará presente no SIEN 2021 (XII Seminário Internacional de Energia Nuclear), evento online que começa hoje (25). Dois especialistas da Diretoria Técnica representarão a empresa nos painéis de tecnologia de pequenos reatores modulares e irradiação na agricultura e pecuária.
Voltado para profissionais, empresas, estudantes, universidades e associações do setor nuclear, o XII SIEN será aberto pelo Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Até sexta-feira, 27 de agosto, o SIEN discutirá também a retomada de obras da usina Angra 3, perspectivas do setor, novas centrais nucleares, uso da tecnologia nuclear para tratamento de água e efluentes industriais, segurança em transporte de materiais radiativos, aplicações da radiação ionizante na indústria do petróleo e medicina nuclear.
No primeiro dia do evento, o engenheiro nuclear da Amazul Rafael Komatsu fará uma apresentação sobre as tecnologias empregadas nos pequenos reatores modulares (Small Modular Reactor – SMR). Diferentemente das usinas nucleares, que exigem gigantescos canteiros de obras para instalar um único grande reator, os pequenos reatores modulares podem ser construídos em fábrica, em menor escala, e serem transportados para o local de instalação.
Os SMR podem ser instalados, por exemplo, em localidades distantes das grandes redes de transmissão de energia elétrica. “E é possível adicionar pequenos reatores na mesma instalação de acordo com a demanda”, observa o engenheiro.
Irradiação
No dia 26, a assessora técnica de proteção radiológica Evelise Lara será a moderadora do painel sobre irradiação de alimentos, com participação de empresas e o Centro de Energia Nuclear na Agricultura.
A Amazul planeja implantar no Brasil centros de irradiação para, entre outras aplicações, aumentar a conservação e vida útil de alimentos, trazendo ganhos de produtividade e ampliando o acesso do agronegócio brasileiro a mercados ainda pouco explorados. A técnica é considerada uma solução bastante interessante para um país como o Brasil, terceiro maior produtor mundial de frutas que, no entanto, ocupa a 23ª posição no ranking de exportação de frutas.
A irradiação é uma aplicação nuclear diretamente ligada ao lema da Amazul, de tecnologia nacional em benefício da sociedade”, lembra Evelise, que integra o grupo técnico da Amazul no projeto de dinamização de centros de irradiação industrial no Brasil. “É também um tema em alta não só no Brasil pela necessidade de se buscar novas tecnologias voltadas para segurança sanitária e fitossanitária”, observa.
A programação detalhada do XII SIEN pode ser consultada em https://www.sienbrasil.com.br
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Via (LCN) @luiscelsoborges – luiscelsoborges@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios