SINJOR LANÇA EXPOSIÇÃO FOTÓGRAFICA PARA CRIAÇÃO DE FUNDO SOLIDÁRIO EM PROL DE JORNALISTAS

“Pará Ver-O Peso que uma imagem tem”

O Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará lança no próximo dia 19 de maio, às 20 horas, no canal Sinjor Pará, no YouTube, a exposição virtual “Pará Ver-O Peso que uma imagem tem”, reunindo 127 obras de 55 fotógrafos e fotógrafas que doaram seus trabalhos para serem comercializados. As obras serão vendidas por R$200 cada uma e o valor arrecadado comporá um fundo solidário em prol de jornalistas que estão enfrentando dificuldades por conta da pandemia. Os recursos servirão para a compra de remédios, máscaras, álcool em gel, cestas básicas, dentre outros, para serem distribuídos aos profissionais de Imprensa.
A exposição virtual é uma iniciativa do Grupo de Trabalho Contra a Covid-19 do Sinjor Pará, formado para pensar estratégias de combate à pandemia e de proteção à saúde dos jornalistas que atuam no estado. A ideia da exposição foi inspirada em uma ação feita por familiares e amigos do fotógrafo mineiro Lilo Clareto, que criaram uma galeria para arrecadar fundos e ajudar no tratamento dele, vítima da Covid-19. O fotógrafo veio a óbito no último dia 21 de abril em decorrência do coronavírus.
Todo o desenvolvimento do projeto da exposição está sendo feito por profissionais e estudantes voluntários que abraçaram a ideia. Reunindo múltiplas estéticas no fazer fotográfico, a galeria conta com trabalhos de fotojornalismo, documental, figuras e paisagens amazônicas, de natureza e de cunho social, dentre outros. As obras ficarão disponíveis para compra no site www.opesodaimagem.com.br a partir da próxima quarta-feira (19) até o fim do mês de julho. Para adquirir as fotografias, basta acessar o site, selecionar o objeto de desejo e adicioná-lo ao carrinho de compras. O pagamento pode ser feito por meio de boleto ou cartão.
Durante o lançamento da exposição “Pará Ver-O Peso que uma imagem tem” haverá o debate “Imagem e Solidariedade em tempos de pandemia”, com Shirley Penaforte e Sidney Oliveira, fotógrafos que desenvolveram trabalhos autorais relacionados a esse tempo de pandemia, e Cláudio Pinheiro, diretor do sindicato e fotojornalista. Além do site, é possível acompanhar as ações do projeto no Instagram e no Facebook (@opesodaimagem). A ação conta com o apoio da Max Color, Arquivo X e PANAMAZÔNICA.
FOTÓGRAFOS E FOTÓGRAFAS
Participam da exposição os fotógrafos Alessandra Serrão, Ana Catarina Peixoto de Brito, Bárbara Freire, Bob Menezes, Carlos Borges, Cezar Magalhães, Cláudia Leão, Cláudio Pinheiro, Cristino Martins, David Alves, Dirceu Maués, Eduardo Kalif, Elza Lima, Eunice Pinto, Fernando Nobre, Fernando Sette, Flávia Mutran, Hely Pamplona, Isabel Abreu, Iza Girard, João Ramid, Klewerson Lima da Silva, Kleyton Silva, Leonilda Fernandes, Lucivaldo Sena, Luís Celso Borges, Marcelo Kalif, Marcelo Seabra, Marcílio Costa, Marco Santos, Maria Christina, Mariano Klautau Filho, Mauro Fernandes, Michel Pinho, Nailana Thielly, Octavio Cardoso, Osmarino Souza, Oswaldo Forte, Paula Sampaio, Paulo Amorim, Paulo Santos, Paulo Souza, Pedro Cunha, Raimundo Paccó, Renato Chalu, Ricardo Lima, Sandro Barbosa, Shirley Penaforte, Sidney Oliveira, Tamara Saré, Thiago Azevedo, Uchoa Silva, Ursula Bahia, Wagner Santana e Walda Marques.

ATUAÇÃO DO SINJOR NA PANDEMIA
O Sinjor Pará vem procurando alternativas para o combate e à prevenção do coronavírus, assim como diminuir as consequências danosas geradas pela pandemia junto à categoria de jornalistas. A primeira ação do sindicato foi solicitar às empresas para garantirem segurança sanitária para os profissionais de Imprensa com distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e adoção do home office.
Em seguida, no último dia 7 de abril, a entidade lançou o Relatório Covid-19, onde está registrado o falecimento de 19 profissionais de Imprensa vítimas do coronavírus até 30 de março passado. Segundo o documento, o número de mortes é um dos mais altos do Brasil em comparação com os dados da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). O relatório informa que o Pará está entre os três primeiros estados com mais mortes de profissionais de Imprensa no país.
Após a divulgação do documento, o Sinjor Pará reuniu com o governador Helder Barbalho, com o secretário executivo da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep), Josenir Nascimento, e com representantes de Prefeituras Municipais para pedir apoio e assegurar a inclusão dos profissionais de Imprensa na lista de prioridade para a imunização contra a Covid-19, especialmente daqueles que estão na linha de frente cobrindo a pandemia no estado.
Atualmente, há 1.500 jornalistas registrados no Pará e 864 filiados ao Sindicato dos Jornalistas. A exposição “Pará Ver-O Peso que uma imagem tem” dá sequência às atividades do Sinjor em prol da categoria neste contexto de pandemia.

Serviço:
Vem, vem ver!
Lançamento da exposição virtual “Pará Ver-O Peso que uma imagem tem”
19|05 (quarta-feira), às 20h, no YouTube do Sinjor/Pará.
Na programação haverá ainda o debate “Imagem e Solidariedade em tempos de pandemia”, com a participação dos/a fotógrafos/a Cláudio Pinheiro, Sidney Oliveira e Shirley Penaforte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios