Coluna Navegação em Foco, Jornal O Liberal: A Ferrogrão vai ser o maior regulador de tarifas do Brasil

Segundo o Ministro da Infra-estrutura Tarcísio Gomes de Freitas
assumiu o protagonismo da implantação da Ferrogrão, a ferrovia
que vai escoar a produção de grãos
do Centro-Oeste pelos portos do Arco Norte. O projeto da implantação
da ferrovia de mais de 900 km de
extensão liga o Mato Grosso ao Pará
prevê investimento de 21,5 bilhões
de reais, cerca de 8 bi para colocar a
linha férrea em operação em 2030.
O que anima o setor é o apoio da
iniciativa privada e a série de externalidades positivas que sustentam
o projeto. De acordo com Freitas, os
debates ambientais sobre a ferrovia
“são cortina de fumaça”. A questão
gira em torno dos impactos ambientais no Parque do Nacional do
Jamanxim, uma Unidade de Conservação criada em 2006 pelo Governo
Federal, em 2006.
O Ministro defende que os impactos dentro do parque são pequenos, já que grandes raios de curvaturas e trechos longos em tangente
vão ocupar 0.054 % da área total da
UC, ou seja, cerca de 443 hectares.
Outros argumentos: será um um
corredor verde que vai reduzir o
lançamento de mais de um milhão
de toneladas de gás carbônico na
atmosfera e reduzir o número de
acidentes nas rodovias, resultando
em um balanço ambiental extremamente positivo. “Muita garantiu Freitas.

PRÁTICO LEONIDAS
CRAVEIRO DA SILVA
COMEMORA 53 ANOS
DE PRATICAGEM
NO RIO AMAZONAS 

O prático Leônidas das Silva inicia mais
um ciclo atuando na
Bacia Amazônica. O
primeiro embarque
aconteceu, em 1968,
no lendário navio
da Frota Branca da
SNAPP, “Leopoldo
Peres”, que tinha
como  Comandante
Hamilton Santana Pegado e, como
Práticos, Zacarias
Feliciano da Silva e
Hudson Barata Henriques.
Leônidas é um
dos mais experientes, em atividade, na Zona
de Praticagem e profundo
conhecedor da navegação
do Rio Mar e rios afluentes. Especialista em Manobras nos portos da região,
desfruta de grandes conceitos dos tomadores de serviço e de profundo respeito da comunidade que
faz a ZP-1.
Hoje faz parte do quadro
de Práticos da empresa Nortepilot. Vida longa, Leônidas, nosso “Cobra Grande”
do Amazonas.

TRIPULAÇÃO
COMBATE INCÊNDIO
A BORDO DO
NT “JOÃO CÂNDIDO

O comandante do NT “JOÃO CÂNDIDO”, Ricardo Monteiro, faz um relato da situação de
emergência que aconteceu no porto de Salvador/
BA mês passado. Heróis vestidos de tripulantes
conseguiram vencer um incêndio e evitaram
uma catástrofe.
Era início da madrugada do dia 18 de abril.
Todos estavam a postos para combater o fogo.
Não houve pânico e nem desespero a bordo.
A tripulação controlou as chamas duas horas
depois e reduziu os prejuízos, tendo apenas
perdas do MCA #3 e alguns equipamentos próximos.
Parabéns à tribulação que salvou vidas e o
navio carregado com um milhão de barris de
fuelóleo. Seria um impacto sem precedentes ao
meio ambiente

RIOS & MARES

A Hidrovias do Brasil opera os
super comboios na hidrovia do
Tapajós, do terminal de Miritituba para Vila do Conde transportando soja. Os navios HB “Tambaqui” e HB “Tucunaré” transportam bauxita na linha Porto Trombetas e Vila do Conde. Cada navio
carregando 70 mil toneladas de
bauxita por viagem.
O projeto de lei do vereador
Roni Gas (PROS), que tem como
objetivo realizar mudanças em
nomes de ruas de Belém, propõe
alterar o nome da avenida Arthur Bernardes. A partir da rotatória que dá acesso à Base Aérea
até Icoaraci, passará a se chamar
avenida “Jornalista Alyrio Sabbá”.
A diretoria de marketing da Mega Logística Serviços Portuários,
que tem a frente a competente
Marina Carvalho, vem desenvolvendo um trabalho que está garantindo grande visibilidade. A
divulgação de fotos da participação da empresa no teste do sistema de transbordo de grãos fundeado em Vila do Conde ganhou
grande repercussão na internet.
Assim como Belém, Manaus
também já foi sede de uma empresa de navegação de cabotagem
e longo curso. Foi a Empresa de
Navegação Marítima Netumar,
que fazia linha regular para Estados Unidos e Canadá, além de
principais portos brasileiros na
cabotagem.
O navio “Santarém” durante
muitos anos transportou cargas e
passageiros no baixo Amazonas.
Hoje, encontra-se parado no Porto
da Família Correia, na cidade de
Santarém, à espera de um comprador.
Um dos trechos mais bonitos
da navegação no Rio Amazonas
é a passagem pela região conhecida como “Estreitos de Breves”,
que liga o Rio Pará ao Rio Amazonas. O trecho sempre encantou
os passageiros e tripulantes nos
navios de turismo que cruzam o
canal. A principal rota de navegação da hidrovia do Tapajós.
O Comandante de Longo Curso,
Alvaro de Almeida Junior, quando na ativa, foi o Comodoro da
Empresa de Navegação Aliança,
que hoje desenvolve um magnífico trabalho à frente do Centro
de Capitães da Marinha Mercante.

COLUNA NAVEGAÇÃO EM FOCO. JORNAL O LIBERAL 

luizopinheiro@globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios