Coluna Navegação em Foco, Jornal O Liberal. Noite iluminada no Rio Amazonas

Noite iluminada no Rio Amazona

Apesar das noites nublada,
comuns no inverno Amazônico, foi possível registrar rara
beleza. Os navegantes do Rio
Amazonas tem o prazer de
vivenciar um dos fenômenos
mais impressionantes da região. Com o reflexo da luz nas
águas carregadas de sedimentos, forma-se um iluminado
caminho que segue o curso do
maior rio do mundo.
Noites como estas foram vividas pelo nosso saudoso Alyrio
Sabbá, nos tempos em que atuava como telegrafista dos navios
da SNAPP…
Hoje, a coluna divide com
seus leitores este momento maravilhoso. Através da foto feita
do Navio porta contêiner MSC
“Polina”, ao passar pela cidade
de Itacoatiara/AM. Por ocasião
da troca de Práticos da ZP1 para Práticos da ZP2, este registro
foi enviado pelo prático, Carlos
Tavares, que é considerado um
dos “Cobras Grandes” do Rio
Amazonas. Na ocasião, teve
oportunidade assumir a navegação para conduzir o navio
de Itacoatiara para Manaus, no
Amazonas.

NAVIOS DA MARINHA PRESTAM APOIO NO
TRANSPORTE DE OXIGÊNIO PARA HOSPITAIS

Atividade será realizada
a fim de evitar uma possível escassez do medicamento, diante do aumento pela
rede hospitalar nos estados
do Pará e Amapá.
O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Araguari” e
o Navio de Apoio Oceânico
(NApOc) “Purus”, da Marinha do Brasil, irão prestar
apoio no transporte de tanque de oxigênio, que atenderá hospitais com pacientes de COVID-19, no Pará e
no Amapá. A operação já está em curso desde o dia 22
de abril, quando o “Araguari” partiu de Vila do Conde
transportando tanque de
armazenamento da White
Martins. O abastecimento
de 90 mil metros cúbicos de
oxigênio líquido será realizado no porto de Pecém, no
Ceará. De lá, a carga retor NAVIOS DA MARINHA PRESTAM APOIO NO
TRANSPORTE DE OXIGÊNIO PARA HOSPITAIS
nará ao Pará a bordo do “Purus”. A
chegada está prevista para o próximo mês de maio.
O objetivo é reforçar a disponibilidade de oxigênio medicinal
nos estados diante da alta demanda por causa da pandemia. A
missão da MB conta com apoio da
Companhia Docas do Pará (CDP),
que disponibiliza cais e guindastes, da Santos Brasil, responsável
pelo terminal de Vila do Conde, e
do Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Desde março de
2020, por meio da Operação COVID-19, as Forças Armadas prestam apoio às ações do Governo
Federal no combate à pandemia.

RIOS & MARES

  • O P122, NPaOc “Araguari, navegou no Canal do
    Cotijuba com práticos a bordo e com maré na preamar.
    Os navios do GPNN também
    realizam essa passagem, de
    dia e de noite, porém o “Araguari” foi o primeiro NPaOc
    a fazer este percurso. O Comandante do navio, Capitão
    de Fragata Bessa, relatou que
    foi razoavelmente confortável, com mais de 3 metros de
    água abaixo da quilha.
    * Por conta da pandemia,
    não tivemos mais uma vez
    alta temporada de navios de
    passageiros navegando pelo
    Rio Amazonas. Economicamente, a redução acentuada
    de viagens trouxe prejuízos
    para portos importantes da
    Amazônia, especialmente
    em Belém, Santarém e Alter
    do Chão, no Pará, e Manaus e
    Parintins, no Amazonas.
    * Belém já foi sede de uma
    Empresa de Navegação de
    Longo Curso, a Frota Amazônica S/A ou FROTAMA, que
    operava para a Europa e Estado Unidos: “Santo André
    “, “Santo Amaro “, “Tapajós
    “, “Tocantins “ e “Solimões”.
    Todos eram tripulados por
    marítimos paraenses. Bons
    tempos!
    * Em sessão presidida
    pelo Vice-Almirante Wilson
    Pereira de Lima Filho, o Tribunal Marítimo inova com a
    primeira sessão pelo Sistema
    Eletrônico de Informação. Na
    ocasião, sessão foram apreciados 16 representações
    da Procuradoria Especial da
    Marinha. A funcionalidade é
    responsável pelo trâmite administrativo dos Processos
    da Corte Marítima.
    * O casco do lendário
    navio da Frota Branca do
    SNAPP, “Lobo D’Almada”, encontra se afundado em um
    trapiche em Abaete tuba. Pertence ao Armador Eduardo
    Carvalho, que guarda com
    muito carinho esta relíquia.
    * O Centro de Instrução
    “Almirante Braz de Aguiar”
    (CIABA), sob o comando do
    CMG Josué Fonseca Teixeira
    Junior, continua com máquina toda força adiante.
    Em Abril, o centro recebeu a
    segunda turma de 2021 do
    Curso de Aperfeiçoamento
    para Oficias de Máquina. O
    objetivo é capacitar 1º Oficiais de Máquina a exercerem as funções dos cargos
    de subchefe e chefe de máquinas.
    * A Cooperativa Unipilot,
    que congrega as empresas
    de praticagem que atuam na
    ZP 1 Bacia Amazônica, tem
    como presidente Adonis Passos, prático Oficial de Náutica
    formado pelo CIAGA, aprovado no concurso de Práticos
    em 2011, e concluinte de praticagem em 2013.
    * O faturamento do setor
    mineral no Brasil somou 70
    bilhões de reais no primeiro
    trimestre deste ano, alta de
    95% em relação ao mesmo
    período de 2020. A produção
    mineral no primeiro trimestre somou 227 milhões de
    toneladas, alta de 15% em relação ao mesmo período do
    ano passado.
    * É cada vez mais frequente avistar a presença de
    super comboios de balsas
    transportando soja pelo Rio
    Amazonas. As embarcações
    vem Hidrovia do Madeira,
    seja de Porto Velho/RO ou de
    Humaitá/AM, com destino ao
    porto de Santarém/PA.
    * Para se evitar a possibilidade de desaparecimento da
    Marinha Mercante genuinamente Nacional é fundamental que a BR DO MAR , que se
    encontra em tramitação no
    Senado, seja aprovada com
    um texto registrando a exigência de que para realizar
    afretamento de embarcações
    estrangeiras o Comandante,
    o Chefe de Maquinas e 2/3
    de tripulantes sejam marítimos Brasileiros. Se isto não
    ocorrer agravará mais ainda
    a questão do desemprego no
    setor.
    * O Sindicato dos Oficias
    de Náutica Fluviais e Práticos
    em Transporte Fluvial (Sindnautica) está sob a gestão do
    presidente José Edson Pereira
    Lima, capitão fluvial de trajetória acadêmica admirável.
    Além de bacharelado em
    Ciências Náuticas, é pós-graduado em Engenharia Ambiental. Em mais de 20 anos
    à frente do sindicato, capitaneou conquistas importantes
    para a classe. Merece ainda
    mais apoio de todos os aquaviarios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios